01
dez

Como tornar a intervenção comportamental um sucesso?

Essa é uma pergunta que com certeza deve estar na cabeça de todos que estão lendo esse post, afinal o objetivo dos tratamentos é justamente causar um bom impacto na vida do indivíduo, por isso separamos algumas dicas para que você possa ter um bom resultado através da intervenção comportamental, vamos conferir?

1) Encontrar um Analista do comportamento que possa orientá-lo durante o processo.

É indispensável o acompanhamento com  um Analista, ele será o responsável por definir qual é o melhor tipo de intervenção e a forma como ela deve ser realizada,  para que o indivíduo tenha um bom resultado.

2)   Identificar a função do comportamento.

 No geral, há quatro razões que os indivíduos se comportam: atenção, fuga ou esquiva, ter acesso a um item (como comida ou um brinquedo) e reforço automático (ou seja, as sensações físicas que não estão relacionados às interações sociais, incluindo som, gosto, sensibilidade ao toque ou resposta de movimento). O analista do comportamento identifica a função do comportamento. Eles identificam os antecedentes e as consequências do comportamento para determinar a função. Além de observação direta, os analistas fazem análise funcional experimental, isto é, manipulação das variáveis ambientais para determinar qual consequência está mantendo o comportamento.

3)   Instalar comportamento adequado no lugar do inadequado.

 Uma vez identificada a função do comportamento inadequado, o analista do comportamento irá encontrar um comportamento adequado que possa substituir o comportamento inadequado. Por exemplo, o comportamento de se jogar no chão quando uma instrução é dada, pode ser substituído pelo comportamento verbal “eu não quero”. Para o comportamento de comer arroz com a mão pode ser substituído por utilizar o talher para comer. A ideia é fornecer um comportamento apropriado que é incompatível com o comportamento problemático e ensinar um comportamento substituto que tenha a mesma função do comportamento que se quer eliminar, considerando as necessidades e níveis de habilidade de cada aprendiz.

4)   Fornecer reforço para o comportamento apropriado.

Um procedimento específico para liberar reforço para a emissão de comportamentos adequados é essencial. O reforço para o comportamento substituto adequado deve ter a mesma função que o comportamento inadequado.

Sabemos que a elaboração de uma intervenção envolvendo vários aspectos pode ser difícil, por isso é importante procurar ajuda!

 

Priscilla Braide
Analista do Comportamento – Stimulus ABA