19
Maio

Momentum Comportamental: Uma estratégia para aumentar a motivação

Uma das características que define o Transtorno do Espectro Autista é a falha da criança desenvolver habilidades de interação social. Por essa razão, é importante garantir que a criança ache que se aproximar, prestar atenção no adulto e interagir com outros resultam em algo positivo. Tipicamente, os adultos se aproximam das crianças quando precisam que elas façam alguma tarefa da rotina, por exemplo, escovar os dentes, trocar de roupa, tomar banho, lavar as mão, entre outras.

Normalmente, essas interações resultam na interrupção de uma atividade agradável, por exemplo, parar de assistir televisão, para fazer algo de menor preferência, por exemplo, escovar os dentes. Só porque a criança “compreende” o que foi falado, não significa que ela irá responder conforme a instrução dada. Momentum comportamental é uma estratégia para aumentar a probabilidade de ocorrência de uma resposta (comportamento)que tenha baixa probabilidade de ocorrência. Ou seja, é uma estratégia que aumenta a frequência de uma resposta que não ocorre frequentemente. Essa técnica implica fazer solicitações fáceis para a criança antes de fazer solicitações mais desafiadoras ou difíceis. Ao seguir um padrão de fácil-difícil-difícil-fácil-difícil-difícil, a motivação da criança para se engajar será aumentada porque estamos criando muitas oportunidades de sucesso. É importante colocar-se no lugar da criança para entender por que o uso do momentum comportamental é importante. Se lhe pedissem continuamente que fizesse algo difícil, você ficaria motivado a fazer? Provavelmente não.

A maioria de nós escolhe carreiras que possuem o conjunto de habilidades necessárias para ter sucesso, e não carreiras que exigem que enfrentemos desafios continuamente devido a déficits de habilidades. Se a criança tem déficits de comunicação, interação social, habilidades motoras e / ou comportamento, ela precisará de apoio adequado para manter-se motivada para aprender. Podemos usar o momentum comportamental para ensinar praticamente qualquer coisa. Por exemplo, se queremos ensinar a criança a seguir várias instruções ao mesmo tempo, primeiro devemos fornecer duas instruções fáceis para ela seguir, em seguida uma instrução com várias etapas. Ter sucesso para realizar algo antes de fazer algo mais difícil aumentará a probabilidade da criança fazer o esforço extra necessário para tentar a tarefa mais desafiadora.

Ao usar o momentum comportamental, muitas das tarefas ou solicitações que antes eram difíceis para a criança serão realizadas com mais facilidade. Essa técnica permite aumentar continuamente o nível de dificuldade de nossas solicitações da seguinte maneira: Apresenta-se de três a cinco demandas de atividades em sequência em que o indivíduo tenha alta probabilidade de cumprir, isto é, atividades fáceis para ele, para depois apresentar a demanda da atividade alvo, ou seja, a atividade de baixa probabilidade. A atividade alvo é a atividade que você deseja induzir. Essa atividade é considerada de baixa probabilidade porque não ocorre frequentemente e, por isso, ela se torna a atividade alvo. Em geral, a sequência de solicitações de alta probabilidade é uma estratégia fácil de ser implementada. Além de melhorar a cooperação da criança, essa estratégia reduzir o estresse de todas as partes envolvidas.