02
ago

ABA & Autismo

No âmbito do tratamento do autismo, a análise do comportamento aplicada se destaca dos outros tratamentos devido aos inúmeros estudos que demonstraram ser possível ensinar novas habilidades e diminuir os comportamentos inadequados de pessoas com autismo. Como resultado de pesquisas realizadas desde 1960, a ABA foi reconhecida nos Estados Unidos da América como o tratamento para crianças com autismo. A intervenção comportamental intensiva precoce baseada em ABA, isto é, de 20 a 40 horas semanais por, pelo menos, dois anos com crianças da pré-escola tem levado a tantos ganhos, que, em alguns casos, a diferença entre o comportamento da criança e seus pares não é percebida.